Noticias › 09/08/2019

Criam capela móvel para combater indiferença religiosa no Uruguai

Capilla-Orante-Parroquia-Santa-Bernardita-Uruguay050819

Com o objetivo de combater a indiferença religiosa, uma capela móvel foi inaugurada em 4 de agosto e circulará no bairro Malvín Nuevo, em Montevidéu (Uruguai).

Pe. Omar Franca, pároco de Santa Bernadette, explicou ao Grupo ACI que foi iniciativa da comunidade levar a oração às feiras do bairro, onde circulam muitas pessoas para comprar frutas e verduras e “existe um bom ambiente de interação”.

A capela móvel visa incentivar as pessoas que não frequentam a igreja por falta de tempo ou insegurança a rezar, mas, sobretudo, visa combater “a indiferença em relação ao religioso”, disse o sacerdote.

A iniciativa surge em um país com mais de 100 anos de secularização, onde, segundo uma pesquisa realizada em fevereiro de 2019, apenas 38% se declaram católicos e onde as celebrações católicas como o Natal ou a Semana Santa foram substituídas pelo Dia da Família e pela Semana do Turismo, respectivamente.

Por isso, Pe. Franca disse que querem ser uma “Igreja em saída, levar a Igreja para onde estão as pessoas. Assim como há unidades móveis de cuidados intensivos médicos, que atendem doentes, a capela móvel quer levar Deus e a Igreja para onde as pessoas estão”.

Pe. Franca explicou que a elaboração da capela móvel durou dois meses e meio e é o resultado da colaboração de muitos doadores. Primeiro, foi preciso comprar um caminhão baú e arrumar dentro dele duas poltronas, imagens religiosas, um vitral do Sagrado Coração, uma bíblia e orações.

A capela móvel tem câmeras internas para manter a segurança e tem as permissões necessárias para circular.

O espaço pode ser acessado por uma escada metálica de três degraus com corrimãos, depois atravessa-se uma cortina que, junto com as duas janelas laterais, permitem a passagem da luz.

Na cabine do motorista, Pe. Franca dedica duas a três horas por dia para conversar ou resolver dúvidas espirituais com as pessoas e atender confissões.

O sacerdote disse que também distribuem panfletos para explicar o significado da iniciativa e convidam os fiéis da paróquia a viver este momento de oração para que outros vizinhos vejam e se animem.

A capela móvel circulará três vezes por semana pelas feiras localizadas nas ruas Aceguá, Dalmiro Costa e Santiago de Anca.

No mesmo dia em que a capela móvel começou a funcionar, a paróquia de Santa Bernadette inaugurou seu primeiro campanário.

A construção do campanário foi administrada pelo pároco anterior. A estrutura de oito metros de altura foi feita com quatro trilhos que serviram para a circulação de bondes até 1957.

Via ACI Digital

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.